Sem categoria

TCE quer cidadão interagindo em benefício da sociedade

O cidadão deve fazer uma parceria com o Tribunal de Contas, por ser ele o usuário do sistema público que pode nos dar o melhor retorno sobre não apenas a aplicação dos recursos, mas, principalmente, sobre os resultados obtidos por essa aplicação, disse o conselheiro-substituto Davi Dantas em palestra aos estudantes do curso de Contábeis da Faculdade de Rolim de Moura.
Como já acontecera em Vilhena na segunda-feira, para os universitários de Contabilidade da Unir, também em Rolim de Moura o tema da palestra foi o papel do Tribunal de Contas e sua missão constitucional. Nas duas ocasiões o palestrante lembrou a importância do exercício da cidadania que, também, é útil para os gestores. “Um gestor público não consegue ver tudo”, frisou.
“Há uma mudança de filosofia da ação jurisdicional do Tribunal de Contas – disse o palestrante Davi Dantas – relativo ao trabalho a ser desenvolvido em nossas atividades, não se restringindo apenas à verificação se houve correta aplicação dos recursos, além do diálogo constante com a sociedade”.
Além disso – continuou o palestrante – também buscamos saber alguns outros aspectos, como, por exemplo, a maneira como houve a aplicação, se a obra ou serviço é de necessidade pública e, principalmente, os resultados sociais que sejam obtidos com seu funcionamento.
Respondendo a perguntas de alunos, o conselheiro Davi Dantas explicou que o Tribunal, na busca de melhor interagir com a sociedade, está disponibilizando dois links em seu site ( www.tce.ro.gov.br), um deles o Contas Públicas, através do qual é possível o cidadão saber como é feita a aplicação dos recursos públicos tanto do Estado quanto de cada município, e o outro da Ouvidoria.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar