Sem categoria

TCE-RO participa de congresso nacional dos TCs no Espírito Santo

Com a presença de autoridades nacionais e representantes dos Tribunais de Contas do Brasil, incluindo da Corte de Contas de Rondônia (TCE-RO), foi aberto na noite dessa terça-feira (3), em Vitória (ES), o XXVII Congresso Nacional dos TCs, uma realização da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon) e do Instituto Rui Barbosa (IRB).

A solenidade de abertura teve pronunciamento do presidente do TCE-ES, anfitrião do evento, conselheiro Sebastião Carlos Ranna, que em sua fala abordou, entre outros pontos, o avanço tecnológico obtido pelas Cortes de Contas brasileiras nos últimos tempos, a necessidade urgente de se implementar o processo eletrônico nos TCs e a questão da transparência.

Já Antônio Joaquim, presidente da Atricon, lembrou que os Tribunais de Contas, como órgãos da sociedade brasileira, caminham no sentido de avaliar resultados, cobrando mais eficácia dos gestores públicos. O conselheiro Costandrade, presidente do IRB, citou a importância do sistema dos Tribunais de Contas se modernizar, sugerindo, como exemplo, a implantação do manual de boas práticas processuais.

A palestra de abertura foi feita pelo presidente do TCU, ministro Augusto Nardes, que falou do desafio institucional imposto aos Tribunais de Contas, qual seja o de tornar a gestão pública do Brasil mais eficiente. Nesse quesito, citou, como exemplo, as auditorias ambiental e da educação realizadas em conjunto pelos TCs.

Paralelamente à realização do congresso, ocorre a 1ª Feira Nacional do Sistema Controle Externo, reunindo vários trabalhos e projetos realizados pelas Cortes de Contas. O TCE de Rondônia participa também da feira, dentro do espaço temático sobre educação, apresentando o projeto Corte de Contas Cidadã, por meio da exposição de material impresso (cartilhas, folders) e banner.

PROGRAMAÇÃO

O XXVII Congresso dos Tribunais de Contas do Brasil terá continuidade nesta quarta-feira (4) com exposições e palestras proferidas por membros dos TCs e convidados, como o coordenador de Gerenciamento Financeiro do Banco Mundial no Brasil (BIRD), Joseph Kizito, e o teólogo, escritor e professor Leonardo Boff.

Com relação à Feira Nacional, dentro do espaço “Diálogos Temáticos” serão debatidos seis temas: educação, planejamento e gestão, controle social e acesso à informação, meio ambiente, obras e engenharia e imagem e comunicação institucional. Cada estande contará com uma hora por dia na sala para dialogar sobre os temas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar