Notícias

Escola Superior de Contas/TCE abre programação externa de cursos com capacitação sobre controle interno

A Escola Superior de Contas, unidade de educação corporativa do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO), abriu oficialmente nessa segunda-feira sua programação 2017 de cursos ao público externo, oferecendo a servidores públicos federais, estaduais e municipais o curso Controles Internos, Riscos e Governança no Setor Público.

As orientações e conhecimentos são repassados pelos instrutores Ismar Barbosa Cruz e Edison Franklin Almeida, que são auditores de controle externo do Tribunal de Contas da União (TCU). A capacitação tem um total de 40 horas-aula, sendo a primeira parte (20 horas) ministrada até esta quarta-feira (8) e a segunda (outras 20 horas), nos dias 13, 14 e 15 de fevereiro.

A abertura nessa segunda-feira contou com a participação do diretor geral da Escon, Raimundo Oliveira Filho, que, de modo sucinto, disse que a capacitação, voltada inicialmente aos servidores das Controladorias do Município de Porto Velho (CGM), do Estado (CGE) e da União (CGU), foi estendida também ao Tribunal de Justiça (TJ) e ao Ministério Público. “Posteriormente também estaremos atendendo as controladorias dos municípios do interior”, adiantou.

Ainda sobre o curso, o diretor geral destacou a competência e o currículo dos dois instrutores: Ismar Barbosa, que ministra a primeira parte do curso, é bacharel em Direito e tem 30 anos de experiência em controle e auditoria do setor público (controles interno e externo).

Já Edison Almeida, que dará continuidade à capacitação na próxima semana, é administrador e tem 23 anos de experiência em auditoria e gestão no setor público federal, sendo 21 deles no TCU.

O CURSO

O curso busca transmitir conceitos técnico-administrativos sobre o assunto, apresentando particularidades dos órgãos de auditoria, em especial no que tange ao apoio ao controle externo. Nesse aspecto, destacam-se os princípios e componentes dos documentos COSO ICIF e ERM.

O método COSO foi criado em 1992 e teve sua segunda formulação em 2004. Explora como principais áreas de interesse a governança corporativa, ética de negócios, controles internos, gestão de riscos corporativos, fraudes e relatórios financeiros.

Outro objetivo do curso é o processo de gestão de riscos proposto na ISSO 31000, despertando uma reflexão sobre caminhos alternativos para implantação de gestão de riscos nos órgãos, conhecendo e identificando situações de possível utilização de diversos formatos de ações de controle baseados em risco.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar