Notícias

Agentes públicos federais e estaduais participam de curso sobre contabilidade forense realizado pelo TCE/Escon

Dando continuidade ao repasse de conhecimentos sobre a temática Contabilidade Forense, o Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO), por meio da Escola Superior de Contas (Escon), abriu na última quarta-feira (20), em sua sede, capacitação ministrada pelo conselheiro-substituto Omar Pires Dias.

O curso, que se estende até esta sexta-feira (22), totalizando 20 horas-aula, tem a participação de membros e servidores de órgãos como Tribunal Regional Federal, Tribunal Regional do Trabalho, Justiça Eleitoral, Controladora-Geral da União, Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Justiça e Procuradoria-Geral do Estado.

Na abertura, o instrutor Omar Dias, estudioso dessa temática, inclusive com obra publicada sobre o assunto, citou a relevância de se conhecer e debater sobre a contabilidade forense ou contabilidade investigativa (como também é conhecida), um assunto novo, mais praticado na área empresarial.

“Esses procedimentos vêm sendo utilizados de 15 anos para cá por conta de vários escândalos financeiros que aconteceram em empresas, principalmente internacionais. No setor público, a contabilidade forense é ainda pouco utilizada. Acredito que sou o pioneiro em abordar esse assunto”, lembrou.

FRAUDES

Durante os três dias da capacitação, a proposta é, principalmente, municiar os participantes com informações visando à extração de informações da contabilidade, a fim de verificar condutas e fraudes danosas ao patrimônio público.

“Sabemos que, infelizmente, o índice de corrupção no nosso país é elevado. Nesse sentido, foi feita uma estimativa e cerca de 200 bilhões de reais são desviados dos cofres públicos anualmente. Então, o que trago de contribuição são procedimentos de investigação contábil que ajudam a diminuir danos como esses”, acrescentou o conselheiro-substituto Omar Pires Dias.

Sobre o conteúdo, o curso é dividido em duas partes: a primeira voltada a fornecer embasamento teórico e conceitual aos participantes abordando a conceituação da contabilidade; auditorias contábeis; contabilidade forense (ou investigativa) e transações e registros contábeis.

Já na segunda parte são apresentados os procedimentos de investigação de fraudes utilizando informações contábeis, contemplando também atividades práticas.

Todos que cumprirem efetivamente a carga horária da capacitação receberão certificados expedidos pela Escola Superior de Contas do TCE-RO.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar