Notícias

Ações com foco na sustentabilidade são destacadas durante vistoria da Alta Direção ao Anexo III do TCE-RO

A adoção de práticas de sustentabilidade com foco na preservação dos recursos e do meio ambiente e na redução de gastos é uma das ações prioritárias no âmbito do Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO). E não é diferente também na construção do Anexo III, cujas obras estão sendo realizadas na área onde funcionava a Secretaria de Estado de Finanças (Sefin).

O conselheiro presidente Edilson de Sousa e gestores do TCE na vistoria às obras do Anexo III

Na última sexta-feira (19), em vistoria à construção, o conselheiro presidente Edilson de Sousa Silva, acompanhado de gestores e servidores do órgão, bem como de representante da empresa contratada, puderam verificar o andamento das obras, incluindo duas estruturas que atendem prioritariamente a questão socioambiental: a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e o sistema de produção de energia solar (fotovoltaico).

Estrutura que comportará a Estação de Tratamento de Esgoto, que atenderá o Anexo III e também toda a sede do TCE

Com relação à ETE, o equipamento tem capacidade para tratar até 40 metros cúbicos por dia, atendendo não apenas o Anexo III, mas também os demais prédios da sede do TCE, em Porto Velho. Com isso, 100% da água com impurezas gerada passará a ser tratada e despoluída, com o efluente sendo enviado à rede pública de drenagem urbana com as propriedades rigorosamente dentro dos limites exigidos pela legislação vigente.

ENERGIA SOLAR

Já o sistema de produção de energia fotovoltaica, a ser instalado no Anexo III, poderá gerar cerca de 21 mil watts de energia produzida pela luz solar, proporcionando ao Tribunal de Contas uma economia mensal próxima a 20% do consumo energético da instituição.

As placas fotovoltaicas também deverão provocar um efeito climatizador, que, consequentemente, contribuirá para a redução no uso do ar-condicionado no Anexo III do TCE, pois não mais haverá a incidência direta do sol no telhado ou na laje, o que diminuirá a temperatura ambiente do prédio.

Quanto a essas melhorias, o conselheiro presidente Edilson de Sousa citou a relevância do investimento na prática de ações voltadas ao funcionamento de forma sustentável de toda a estrutura que compõe o Tribunal.

Segundo ele, todos os projetos de construção, restauração e reformas dos prédios do TCE foram ou são elaborados atendendo as demandas atuais de sustentabilidade, acessibilidade e funcionalidade, entre outros.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Skip to content