DestaqueEventosInstitucionalParceirosTCE-RO

TCE-RO deflagra campanha Setembro Amarelo

No Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, celebrado nesta quinta-feira (10/9), Corte de Contas promove ações realizadas de modo online visando à conscientização sobre o assunto

O Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) deu início nesta quinta-feira (10/9), data em que celebrado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, à campanha Setembro Amarelo #JuntosPelaVida, abordando a prevenção ao suicídio. Durante todo este mês, a Instituição realizará uma série de atividades, todas de forma remota, sobre o assunto, visando, desse modo, envolver seus agentes públicos e também a sociedade.

Busca-se, assim, deixar de lado o preconceito e o tabu que envolvem essa temática, com abordagens sobre a importância da identificação de possíveis fatores de risco especialmente neste período de isolamento social. Portanto, trata-se de ação em sintonia com as diretrizes do Programa de Qualidade no Trabalho desenvolvido pela Secretaria de Gestão de Pessoas do TCE-RO.

Além da atividade de conscientização realizada por meios eletrônicos, nas redes sociais e na internet/intranet, o Setembro Amarelo no TCE-RO envolverá, ainda, outras ações, como a “live” Gerenciamento Emocional, no dia 30 de setembro, às 10h. O evento será ministrado pelo professor Cristiano Corrêa de Paula, que é graduado em psicologia pela Universidade Federal de Rondônia (Unir) e mestre em educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

ENTENDA A CAMPANHA

A campanha foi instituída, em 2014, pela Associação Brasileira de Psiquiatria, em parceria com o Conselho Federal de Medicina. Estão entre os fatores desencadeadores do pensamento suicida, além da depressão, os transtornos de personalidade, os transtornos psicóticos, os transtornos de uso de substâncias, a solidão, a baixa autoestima, a falta de perspectivas, doenças, desemprego, ausência de vínculos sociais e familiares, estresse continuado, traumas familiares, “bullying”, assédio e desesperança. É necessário evitar o isolamento de pessoa com sofrimento psíquico.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada dez casos de suicídio ou tentativa poderiam ser prevenidos. O número de ocorrências representa um quadro grave de saúde pública e deve ser enfrentado coletivamente. No mundo, a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio e, a cada 3, uma pessoa atenta contra a própria vida. O Brasil é o 8º país em número absoluto de suicídios e é entre os jovens de 15 a 29 anos que ocorre a maior incidência.

São registrados cerca de 12 mil suicídios todos os anos no Brasil e mais de 1 milhão no mundo. Trata-se de uma realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre jovens. Cerca de 96,8% estão relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

É fundamental ouvir a pessoa que passa por esse problema (sem julgá-la e sem minimizar seu sofrimento) e encaminhá-la a um tratamento médico especializado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar