EventosTCE-RO

Tribunais de Contas debatem uso da Inteligência Artificial

“A Inteligência Artificial irá crescer de forma surpreendente”. A afirmação foi feita por um dos maiores especialistas no assunto no Brasil, o professor Vasco Furtado, coordenador do Laboratório de Ciências dos Dados e Inteligência Artificial da Universidade de Fortaleza (CE).

Autor de mais de 150 artigos científicos sobre o tema, Vasco fez uma palestra na abertura do III Congresso Internacional dos Tribunais de Contas (CITC), nesta terça-feira, 28, na capital cearense.

O especialista passeou pela história, lembrou os desafios e destacou as principais perspectivas da Inteligência Artificial no dia a dia dos tribunais de contas.

O conselheiro do TCE-RO, Euler Potyguara, participa do congresso internacional

Presente no auditório, o conselheiro do Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO), José Euller Potyguara Pereira de Mello, presidente da Escola Superior de Contas, falou das inúmeras possibilidades abertas pelos avanços tecnológicos, como é o caso da IA.

“A Inteligência Artificial vai aprimorar e criar possibilidades impressionantes para a atuação do nosso Tribunal, inclusive, por meio da Escola de Contas”, lembrou o conselheiro.

O CONGRESSO

O III Congresso Internacional dos Tribunais de Contas (CITC) ocorre entre os dias 28 de novembro e 1º de dezembro, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. Serão quatro dias de programação, 57 atividades, 102 palestrantes e 1,5 mil inscritos.

O evento é promovido pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon) em conjunto com o Instituto Rui Barbosa (IRB), o Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE), a Associação Brasileira dos Tribunais de Contas dos Municípios (Abracom), a Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros Substitutos dos Tribunais de Contas (Audicon) e o Conselho Nacional de Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Pular para o conteúdo