Sem categoria

Rondônia Contra a Corrupção é aberto com painel mediado por conselheiro do TCE

O conselheiro do Tribunal de Contas (TCE-RO), Paulo Curi Neto, participou, na manhã de hoje (18), do painel de abertura do evento realizado pelo Comitê Rondônia Contra a Corrupção (Cercco), no Teatro Banzeiros, em Porto Velho. Ele foi o mediador dos trabalhos, que contaram com a participação do governador Confúcio Moura e do prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho.

Representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas, além de autoridades militares, religiosas e da sociedade organizada prestigiaram a abertura do evento, que, antes dos painéis, teve breve pronunciamento do ministro substituto do Tribunal de Contas da União (TCU), Weder de Oliveira.

Abrindo o primeiro painel, o conselheiro Paulo Curi Neto destacou a importância de se debater e encontrar formas de combater a corrupção. “Se, infelizmente, a corrupção ainda é presente em nosso dia-a-dia, o dado positivo é que os órgãos de fiscalização e controle estão estreitando suas relações e reforçando os mecanismos de combate, visando, exatamente, por fim a esse verdadeiro mal entranhado em nossa sociedade”, disse.

Abrindo sua exposição, o governador Confúcio Moura destacou o impacto negativo da corrupção para a administração pública: “Há uma tendência de acharmos que o outro é que é corrupto, que isso nunca vai acontecer em nossa administração. Mas todos estão sujeitos a essa prática delituosa, essa doença endêmica, que precisa ser combatida.”

Segundo o chefe do Executivo estadual, é preciso que a população participe mais ativamente das ações contra a corrupção. Nesse aspecto, ele destacou o trabalho realizado pelos movimentos sociais.

Falou também de transparência na administração pública, exemplificando com sua disposição em abrir os arquivos do Sistema Integração de Administração Fazenda de Estados e Municípios (Siafem) à população: “Todos devem saber onde está sendo investido o dinheiro público, o que o Estado está comprando, seus gastos e toda sua movimentação orçamentária.”

Já o prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho, lembrou que, devido à participação mais efetiva dos órgãos de controle e da população, o combate à ação dos corruptos no Brasil tem experimentado avanços: “O cidadão já entendeu que, com a corrupção, o maior perdedor são aqueles que mais precisam de um serviço público de qualidade”, diz.

Sobrinho também falou dos mecanismos de controle social, entre eles, a mídia. Citou, ainda, a relação mantida com os órgãos de controle externo, como o TCU, o TCE e a Controladoria-Geral da União (CGU), e a experiência positiva da implantação do pregão eletrônico na prefeitura.

Feitas as apresentações pelos dois gestores, foi aberto espaço para manifestações dos participantes. Logo depois, o conselheiro Paulo Curi encerrou o painel, agradecendo à organização pelo convite e ressaltando a iniciativa do Cercco, que, com pouco mais de um ano de criação no Estado, já realiza seu primeiro grande evento.

SEGUNDO PAINEL

Ainda pela manhã, mais um painel foi realizado. Mediado pelo analista da CGU, Ricardo Plácido Ribeiro, o tema “O combate à corrupção na visão do Legislativo” contou com a participação do deputado federal rondoniense Lindomar Garçon e do presidente da Câmara de Porto Velho, vereador Eduardo Rodrigues.

O evento, que tem mais dois painéis nesta tarde, estende-se até sexta-feira (20), no Teatro Banzeiros. A realização é do Cercco, entidade composta por 13 instituições federais e estaduais que atuam em defesa dos cofres públicos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar