Sem categoria

Auditor ministra curso sobre Planejamento para Jurisdicionados do Cone Sul

Solicitado pela Secretaria Regional de Controle Externo em Vilhena e ministrado pelo auditor substituto de conselheiro, Omar Pires Dias, ocorreu na última semana, durante os dias 10 e 11 de novembro, o curso de Planejamento Público com ênfase na Elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA), destinado aos técnicos dos municípios que compõem o Cone Sul. Cerca de 80 servidores participaram do curso, que foi realizado no auditório da regional.

Na abertura, o Secretário da Regional de Vilhena, Oscar Carlos das Neves Lebre, pronunciou-se em nome da Corte e ressaltou a necessidade da atuação da regional em iniciativas que possam gerar ganhos à sociedade.

Ainda segundo Oscar Neves, o curso, que foi direcionado aos servidores e gestores que atuam ou colaboram na elaboração do planejamento de seus respectivos municípios, foi solicitado após a regional diagnosticar a necessidade de aperfeiçoamento dos técnicos municipais que compõem o polo de Vilhena.

O CURSO

Promovido pela Secretaria Regional de Vilhena, em parceria com o Instituto de Estudos e Pesquisas Conselheiro José Renato da Frota Uchoa (IEP)/Escola de Contas, o curso foi aberto aos técnicos e gestores dos sete municípios que formam o Cone Sul (Vilhena, Cerejeiras, Colorado do Oeste, Corumbiara, Chupinguaia, Pimenteiras do Oeste e Cabixi), tendo ainda a participação de técnicos das Delegacias Regionais de Educação da região.

Segundo o auditor, os participantes puderam adquirir informações atualizadas sobre planejamento público e puderam aplicá-las nas peças orçamentárias trazidas de seus municípios, realizando adequações para o exercício de 2012.

Os participantes foram divididos em grupos para as duas fases do curso. Na parte teórica, os servidores puderam elaborar o planejamento governamental (Planejamento Plurianual – PPA, LDO e LOA), de onde partiram para a prática utilizando os dados orçamentários de seus municípios.

“Esse curso é basicamente de aperfeiçoamento e atualização, pois anualmente essas peças devem ser refeitas”, explicou. O auditor, que é membro do grupo temático da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) como representante do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, é graduado em Contabilidade, Direito e professor universitário.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar