Sem categoria

Servidores do TCE expõem trabalho na Secretaria do Tesouro Nacional

Os servidores Marcelo Rech, da Secretaria-Geral de Informática, e Allan Cardoso, da Secretaria-Geral de Controle Externo, do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO), participaram durante os dias 16, 17 e 18 de novembro da segunda reunião do Grupo Técnico de Sistematização de Informações Contábeis e Fiscais (GTSIS), realizado pelo Tesouro Nacional, em Brasília.

O objetivo do encontro foi a abordagem da criação de um sistema que irá substituir o Sistema de Informações do Tesouro Nacional (SISTN) pelo novo Sistema de Coleta de Informações do Governo Federal, o Siconfi.

A convite do coordenador-geral do evento, José Airton, os servidores do TCE expuseram no primeiro dia do evento a experiência da Corte de Contas rondoniense na coleta de informações contábeis e fiscais pelo SIGAP, como forma de verificar funcionalidades deste sistema que possam ser absorvidas pelo Siconfi.

Na pauta, constava, entre outros conteúdos, a funcionalidade do sistema, regras de coleta de dados, acesso, certificação digital, cadastro de usuários, formulários de entrada, transmissão via internet, consistência e armazenamento de dados.

Segundo Allan Cardoso, o Siconfi tem como objetivo interligar as informações acerca de contas das três esferas (federal, estadual e municipal), padronizando a coleta de dados e facilitando a fiscalização. “Além disso, o Siconfi terá um grande portal de transparência para a população”, acrescentou. Este promete ainda facilitar o processo de consolidação das contas nacionais e elaboração de estatísticas fiscais.

Os três dias de evento reuniram representantes de diversas entidades federais, estaduais, municipais, Tribunais de Contas e as demais que geram informações fiscais e utilizam-se dos sistemas de informação na produção de dados.

Ainda de acordo com Marcelo Rech, a apresentação do Sigap, utilizado no TCE-RO, gerou comentários positivos por sua eficiência e implantação. “O comentário era um só: o de que o nosso sistema está atualizado e até avançado em relação a outros tribunais, o que aperfeiçoa nossos resultados”, finalizou.

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar