Sem categoria

Abop apresenta resultados até 2012 do Plano Estratégico do TCE

O relatório contendo os resultados até 2012 da consultoria da Associação Brasileira de Orçamento Público (Abop), responsável pelo monitoramento do Plano Estratégico (PE) do Tribunal de Contas para o período 2011/15, foi entregue pelo presidente da Abop, Antônio Augusto Oliveira Amado, ao presidente do TCE, conselheiro José Euler Potyguara Pereira de Mello. Em seguida, foi feita a apresentação desses resultados aos membros e servidores, durante reunião na Sala 2 da Escola Superior de Contas (Escon).

O consultor da Abop, Flávio Popinigis, informou que o Tribunal de Contas apresentou evolução em diversos pontos, mas para chegar ao ideal ainda são necessários alguns esforços dos setores envolvidos no processo. Detectou também pontos fortes e fracos dos planos de ação executados, apontando, ainda, que muitas ações, embora tenham cunho estratégico, deixam de ser cadastradas como tal pelos setores envolvidos.

Já Tomás Rodriguez, também da Abop, informou que para medir a operacionalização do plano foi materializado um indicador, denominado Índice de Execução do Plano Estratégico (Iepe), cuja avaliação considerou satisfatória a execução da peça de gestão estratégica no âmbito do TCE.

O presidente do TCE se disse satisfeito com esses resultados, mas sabe que o TCE tem a avançar para atender os objetivos traçados no seu Plano Estratégico. “Por isso, peço a colaboração e engajamento de todos, para que possamos evoluir e chegar às metas estabelecidas para 2015”, disse.

Para encerrar, o presidente da Abop frisou que o Tribunal tem a responsabilidade política, econômica e social, ressaltando que o trabalho do TCE deve ser refletido junto à sociedade. “Ela tem que saber que está sendo beneficiada pelas ações do Tribunal de Contas”, concluiu.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar