Sem categoria

Sumiço de TVs, computadores e centrais de ar é investigado pelo TCE

O Tribunal de Contas (TCE) já iniciou o trabalho de investigação relativamente ao sumiço de equipamentos eletrônicos, como computadores, televisores e centrais de ar, ocorrido no Departamento de Almoxarifado e Patrimônio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), fato repercutido na imprensa local.

Através de ato administrativo, a Corte de Contas designou o auditor de Controle Externo, Marcos Rogério Chiva, para atuar na apuração do caso. Na última segunda-feira (18), o servidor do TCE se apresentou à Seduc, onde foi recebido pelo subsecretário adjunto Daniel Glaucio Gomes de Oliveira, pela diretora Administrativa e Financeira, Marionete Assunção, e pelo chefe do Almoxarifado, Rodrigo Barros Williams.

Durante a reunião, o auditor do TCE foi informado sobre as providências tomadas pelos gestores da Seduc, a fim de apurar o sumiço dos equipamentos eletrônicos, bem como teve acesso a documentos, entre os quais, o boletim de ocorrência policial notificando sobre o ocorrido e o contrato que a secretaria mantém com a empresa responsável pela guarda e vigilância das instalações onde funciona o Almoxarifado e Patrimônio.

Além de solicitar cópia dos documentos, Marcos Chiva explicou que esse procedimento fiscalizatório está de acordo com a missão constitucional do Tribunal de Contas, como guardião do erário e fiscalizador dos recursos públicos.

O auditor do TCE ainda esteve inspecionando as instalações do Departamento de Almoxarifado e Patrimônio da Seduc, onde pode verificar as condições de funcionamento e segurança do local.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar