Notícias

Pesquisa do TCE apura junto ao servidor possibilidade de se implantar jornada de trabalho flexível

Em sintonia com o processo de implantação e desenvolvimento de sua política de gestão de pessoas por competência, o Tribunal de Contas (TCE-RO) inicia nesta sexta-feira (12) uma pesquisa na intranet junto ao servidor sobre a possibilidade de implantação na Corte da flexibilização da jornada de trabalho, tendo em vista a perspectiva de esta ação ser contemplada no próximo Plano Estratégico da Corte, cujo horizonte será de 2016 a 2020.

 

A aplicação da pesquisa também faz parte do processo colaborativo de construção da nova gestão de pessoas por competência no Tribunal, estimulando o servidor a participar desse debate, uma vez que a jornada flexível, ação adotada por diversos órgãos públicos, inclusive o Tribunal de Contas da União (TCU), tem se consolidado como instrumento importante dentro da proposta de um ambiente de trabalho mais saudável e que privilegie o bem-estar do servidor, refletindo na melhoria do seu desempenho funcional e organizacional.

 

Também chamada de “jornada móvel”, a jornada flexível torna menos rígida a relação de trabalho entre a instituição e o servidor, possibilitando a este decidir o horário de início e fim de sua jornada laboral, desde que, obviamente, seja respeitado o horário de funcionamento da organização, bem como do setor em que o servidor trabalha.

 

COMO É A PESQUISA

 

O questionário completo, que foi desenhado especificamente para apurar a opinião do servidor sobre o assunto, pode ser acessado clicando no banner disponível na área central da intranet ou no link abaixo da matéria.

 

Todos os servidores podem participar do levantamento, bastando, para tanto, preencher os dados funcionais (nome, matrícula, setor e ramal), além de responder sete questões, sendo possível também colaborar com sugestões ou comentários sobre o assunto.

 

O preenchimento, assim como o envio, deve ser feito de forma eletrônica, visando compor o levantamento do TCE sobre a questão.

 

 

Clique aqui e participe da pesquisa

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar