Notícias

TCE-RO empossa quatro novos Auditores de Controle Externo

Em cerimônia realizada na sala de reuniões da Presidência do Tribunal de Contas (TCE-RO) foram empossados nesta sexta-feira (1º), no cargo de auditor de controle externo, Aldrin Willy Mesquita Taborda, Jonathan de Paula Santos, Nilton Cesar Anunciação e João Marcos de Araújo Braga Júnior, todos aprovados no concurso público regido pelo Edital nº 01/TCE-RO/2013, cuja homologação foi publicada no Diário Oficial Eletrônico (Doe) do TCE nº 546, ano III, de 30.10.2013, e a prorrogação de validade do concurso, publicada no Doe nº 980, ano V, de 26.8.2015.

Ao assinar o Termo de Posse dos Auditores de Controle Externo, o conselheiro presidente Edilson de Sousa Silva disse que é com muita satisfação que recebe nos quadros do Tribunal de Contas os novos servidores para uma carreira tão honrosa. “Tomam posse de uma carreira de suma importância que é a de controlar a despesa pública”, destacou.

Também participaram da solenidade de posse os conselheiros José Euler Potyguara Pereira de Mello, Paulo Curi Neto, Benedito Antônio Alves, Francisco Carvalho da Silva e Valdivino Crispim de Souza, o procurador-geral do Ministério Público de Contas, Adilson Moreira de Medeiros, e o secretário-geral de Controle Externo, José Luiz do Nascimento.

EMPOSSADOS

Com especialidade em Direito foram empossados Aldrin Willy Mesquita Taborda, Nilton Cesar Anunciação e João Marcos de Araújo Braga Júnior e na especialidade em Ciências Contábeis, Jonathan de Paula Santos. Dos convocados, Aldrin Willy Mesquita Taborda já era funcionário de carreira na área administrativa do TCE-RO, João Marcos de Araújo Braga Júnior já havia trabalhado no Tribunal em cargo comissionado e Jonathan de Paula Santos que desenvolveu atividades na Corte de Contas como estagiário.

Na oportunidade, Edilson de Sousa salientou o empenho e dedicação que eles sempre tiveram junto ao Tribunal de Contas e do nível de excelência dos estagiários do TCE-RO, ressaltando que inclusive alguns hoje são secretários municipais no interior do Estado. “Sempre recebemos novos servidores com muita alegria”, frisou. Já o corregedor da Corte de Contas, conselheiro Paulo Curi, falou que espera que o Tribunal passe a ser um tesouro aos novos auditores, para oferecer à sociedade o que ela clama em relação ao serviço público, conforme determina a Constituição.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Skip to content