Notícias

Gestores do TCE participam de reunião para tratar de ações de comunicação da Gestão por Competências

Foi realizada nessa quarta-feira (29), no auditório do Tribunal de Contas (TCE-RO), durante reunião dos servidores que exercem cargos de direção e chefia na Corte, a apresentação de ações relativas à Gestão de Pessoas por Competências, com foco na divulgação e no envolvimento integral de toda a Corte nesse projeto.

Antes da apresentação, o conselheiro presidente Edilson de Sousa lembrou que a implantação da gestão de pessoas por competências no Tribunal de Contas é uma ação construída de forma coletiva, necessitando, por isso, da participação de todos que integram a “Família TCE”.

“O protagonismo desse projeto é nosso, com o grande auxílio e apoio da Fundação Dom Cabral. Por isso, é importante que os gestores possam atuar efetivamente junto às suas equipes visando o envolvimento necessário em todas as etapas para a concretização desse sonho para o nosso Tribunal, que é a Gestão de Pessoas por Competências”, disse Edilson de Sousa.

O professor Mário Woortmann abordou a pesquisa de clima organizacional, que será feita a partir da próxima segunda-feira (4)
O professor Mário Woortmann abordou a pesquisa de clima organizacional, que será feita a partir da próxima segunda-feira (4)

Em sintonia com o pronunciamento do conselheiro presidente, o professor da Dom Cabral, Mário Woortmann, conclamou os gestores à primeira ação que demandará participação de todos os servidores: a Pesquisa de Clima e Cultura Organizacional, que será encaminhada aos e-mails institucionais de todos os servidores para serem respondidos no período de 4 a 8 de julho.

“É importante a participação do gestor no incentivo e na liberação do servidor para responder o questionário da pesquisa”, disse Woortmann, ressaltando a confidencialidade dos dados: “O servidor pode ficar tranquilo, porque o procedimento é sigiloso e anônimo, uma vez que o objetivo é termos respostas sinceras, que contribuam para a elaboração de um retrato fiel do clima organizacional do Tribunal de Contas”.

IMPORTÂNCIA

O professor Woortmann ainda explicou que a pesquisa é fundamental, uma vez que proporcionará o mapeamento de aspectos internos essenciais à gestão da instituição, através da apuração de pontos fortes, oportunidades de melhoria, expectativas e aspirações.

Ainda durante a reunião, foram esclarecidas dúvidas dos participantes sobre questões referentes à pesquisa. Também foram destacados pontos sobre as demais etapas do projeto, com ênfase na importância da comunicação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar