Notícias

Assinado ato de aposentadoria de servidora lotada no MPC

Em mais uma ação coordenada pela Secretaria-Geral de Administração (SGA), por meio da Secretaria de Gestão de Pessoas (Segesp), foi assinado pela Presidência do Tribunal de Contas (TCE) o ato concessório de aposentadoria da servidora Geni Rosa de Oliveira Pires.

Membros do TCE e do MPC presentes à assinatura do termo de aposentadoria da servidora

Além da servidora, participaram do ato o conselheiro presidente Edilson de Sousa, o conselheiro Paulo Curi Neto, a procuradora-geral do Ministério Público de Contas (MPC), Yvonete Fontinelle de Melo, e os procuradores Érika Patrícia Saldanha de Oliveira, Adilson Moreira de Medeiros e Ernesto Tavares Victoria. Também presente à assinatura o servidor Paulo de Lima Tavares, representando a Segesp.

Na ocasião, o conselheiro Edilson lembrou que a servidora Geni segue à inatividade deixando uma rica e bonita história construída no Tribunal, relativamente a princípios, eficiência e companheirismo. “É um momento marcante, Geni prestou relevante serviço ao Estado, se dedicou com presteza, sempre nos ajudou no serviço público, sobretudo, nos mutirões realizados pelo Tribunal”, disse, acrescentando que “a vida é feita de ciclos, e agora seguirá um novo caminho, como servidora aposentada”.

Já o conselheiro Paulo Curi falou do carinho e dos ensinamentos deixados por Geni. Para ele, o sentimento é de gratidão pelos anos dedicados à Corte pela servidora, agora aposentada, ressaltando ainda sua conduta e atuação tanto técnica como moralmente: “Sempre foi uma pessoa valorosa e nos cabe agradece-la por tudo”.

MPC

Por sua vez, a procuradora-geral Yvonete Fontinelle destacou a servidora por sua postura cortês e amigável, enfatizando o convívio no TCE, assim como os serviços prestados ao MPC.

Também os procuradores Erika Patrícia, Adilson Moreira e Ernesto Tavares, acompanhados pelo servidor Paulo Tavares, enfatizaram o modo abnegado da servidora tanta em sua função como auditora de controle externo quanto nos afazeres e trabalhos realizados no MPC, desejando a ela boa sorte na nova caminhada.

Antes da assinatura do ato concessório de aposentadoria, a servidora falou da importância do Tribunal em sua vida, órgão ao qual procurou se dedicar em mais de 22 anos de trabalhos e relembrou a trajetória vivida por ela. Agradeceu ainda a todos os amigos com quem teve o privilégio de trabalhar. “Só tenho a agradecer. Esse é um momento de grande celebração, aprendi muito com todos os que trabalhei durante esse tempo, e levo todas as lembranças vividas aqui com carinho e felicidade”, concluiu.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar