Notícias

TCE/Escon/SGCE realiza último módulo de curso sobre auditoria governamental para servidores do controle externo

Com foco na modernização e no aprimoramento do sistema de controle externo do TCE de Rondônia, foi realizado nos dias 19 e 20 deste mês, na sala II da Escola Superior de Contas (Escon), o terceiro e último módulo do curso Auditoria Governamental com Foco na Execução.

A capacitação foi realizada em parceria da Escon com Secretaria-Geral de Controle Externo (SGCE) e está alinhada aos objetivos estratégicos do controle externo no que se refere a municiar procedimentos de melhoria dos trabalhos fiscalizatórios, ampliando e qualificando ainda mais as atividades da área-fim do Tribunal de Contas.

O curso, que integra o programa de treinamento e requalificação técnica dos servidores do controle externo, tem um total de 72 horas, sendo dividido em três módulos.

INSTRUTOR

O terceiro módulo do curso de Auditoria Governamental foi ministrado pelo professor Carlos Alberto Sampaio de Freitas, mestre em Administração pela Universidade de Brasília (UnB) e secretário de Planejamento, Governança e Gestão do Tribunal de Contas da União (TCU).

A abordagem principal foca na execução da auditoria governamental, enfatizando achados e evidencias. Nos achados, o instrutor define e caracteriza o que é achado de auditoria, dando exemplos práticos e explicando atributos, requisitos básicos e processos de desenvolvimento.

Já nas evidências, ele destaca que são usadas para fundamentar os achados. Além de referenciá-las, ainda difere evidências de indícios, os quais, segundo ele, se caracterizam por ser a discordância entre a situação encontrada e o critério, que ainda não foi devidamente investigado, nem está suficientemente suportado por evidências a ponto de caracterizar-se como achado de auditoria.

Outros pontos abordados foram a matriz de achados e postura profissional (envolvendo aspectos como ética, respeito, competência, pontualidade, além de boas maneiras) e também sobre relatório de auditoria, sua divulgação e monitoramento.

Ao final explicou a técnica do “Rapport”, que é usada para criar uma ligação de sintonia e empatia com a pessoa, a partir de elementos como o ambiente, a voz, o comportamento e a linguagem. Deu ainda dicas sobre gestão de conflitos em auditoria.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar