CapacitaçõesControleDestaqueEventosMPCParceirosTCE-RO

Abordagens sobre Ji-Paraná marcam 3º dia do “Rondônia Transparente, Eleição Consciente”

Evento realizado de modo online pelo TCE, MPC e TRE chega ao fim nesta quinta-feira (29/10) com mais dois municípios contemplados: Cacoal, pela manhã, e Vilhena, à tarde

Em seu terceiro dia, o “Rondônia Transparente, Eleição Consciente 2020”, ação realizada em parceria pelo Tribunal de Contas (TCE-RO), por meio da Escola Superior de Contas e da Secretaria-Geral de Controle Externo, pelo Ministério Público de Contas (MPC-RO) e pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO), abordou nesta quarta-feira (28/10) as finanças públicas do município de Ariquemes.

O evento é realizado de modo online, com transmissão pelo canal do TCE-RO no YouTube (a íntegra pode ser conferida neste link), e teve a presença de candidatos a prefeito de Ji-Paraná, além de representantes dos partidos políticos e da imprensa e cidadãos.

Os trabalhos foram coordenados pelo presidente do TCE-RO, conselheiro Paulo Curi Neto, com a participação do procurador-geral do MPC-RO, Adilson Moreira de Medeiros, e da diretora-geral do TRE-RO, Lia Maria Araújo Lopes.

Nesta quinta-feira (29/10) ocorrem as duas últimas etapas do “Rondônia Transparente, Eleição Consciente 2020”. Pela manhã, a partir das 9 horas, serão apresentados dados do município de Cacoal, ficando o período da tarde (a partir das 14 horas) para o município de Vilhena.

Para assistir, não é necessária inscrição, bastando, no dia e horário do evento, acessar os links abaixo. É possível também agendar um lembrete.

RONDÔNIA TRANSPARENTE – CACOAL (QUINTA-FEIRA, 29/10)

RONDÔNIA TRANSPARENTE – VILHENA (QUINTA-FEIRA, 29/10)

APRESENTAÇÃO

A apresentação sobre o município de Ji-Paraná, realizada pelo presidente Paulo Curi Neto (o material pode ser baixado neste link), foi dividida nas seguintes macro-áreas: situação fiscal, investimentos, pessoal e previdência, endividamento, educação, saúde, economia e recomendação.

Com relação à receita, citou, entre outros aspectos, a elevada dependência do município de transferências de recursos, a baixa captação de recursos para investimento e a baixa arrecadação de IPTU. E, quanto às despesas, o fato de que o custeio representa, atualmente, mais de 91% das despesas municipais, restando pouco menos de 7% para investimento.

Nas políticas educacionais, falou da necessidade de ampliação de investimento em creches, assim como, na saúde, a ampliação dos investimentos na atenção básica e o fato de o município ter baixa cobertura de unidades básicas de saúde.

O Rondônia Transparente também visa à conscientização quanto ao voto consciente

SANEAMENTO BÁSICO

Já o procurador-geral Adilson Moreira, ao citar a relevância do evento para todos os envolvidos (candidatos, partidos e sociedade em geral), falou de uma situação em particular que lhe chamou a atenção ao analisar os números, informações e indicadores dos municípios contemplados até agora no Rondônia Transparente: o saneamento básico.

“Quase todo investimento gera, como consequência, uma despesa de custeio. Quando se constrói um hospital, tem de se equipar e contratar pessoal, por exemplo. Já o saneamento básico é um investimento que não gera depois um grande gasto de custeio”, exemplificou.

Ainda de acordo com Adilson Moreira, estudos mostram uma correlação direta entre gasto com saneamento básico e saúde: “Para cada real gasto em saneamento se economiza quatro reais em saúde. E, além disso, é obra de longa duração e, ainda, uma área passível de atrair investimento privado, porque depois é só receita praticamente”, completou.

Encerrando a “live”, os participantes puderam também assistir à apresentação da diretora-geral do TRE-RO, Lia Araújo. Ela focou em questões referentes às próximas eleições, como a situação sanitária, especialmente a saúde e segurança dos eleitores, mesários e demais agentes que estarão envolvidos no pleito.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar