Sem categoria

Auditoria operacional da saúde trabalha no planejamento

A equipe do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO) que trabalha na auditoria operacional na área da saúde aplicou, nesta semana, a técnica de diagnóstico intitulada Swot, que avalia as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças na Ação de Medicamentos Excepcionais da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Esses medicamentos são aqueles de categoria controlada, que o Estado deve fornecer aos pacientes que necessitam de tratamento continuado.

De acordo com a coordenadora da equipe, a técnica de controle externo Rosiceles Batista, este diagnóstico também serve para avaliar quais são os problemas da ação. A coordenadora informou que os técnicos da Sesau que trabalham diretamente com o programa de medicamentos excepcionais estão totalmente engajados neste trabalho desenvolvido pelo TCE. “Eles estão contribuindo muito, nos repassando informações de grande valia para a auditoria”, afirmou Rosiceles.

Este levantamento de dados faz parte do planejamento da auditoria operacional. Com base nas informações levantadas, o TCE poderá fazer algumas recomendações para que o programa obtenha êxito junto aos pacientes, que necessitam dos tratamentos de saúde adequados e de acordo com sua patologia.

Essa auditoria é um projeto do Programa de Modernização do Controle Externo (Promoex), e é desenvolvido em todo o País, seguindo os mesmos moldes da auditoria realizada na área da educação.

No TCE, os trabalhos da auditoria operacional na saúde terão o apoio do diretor da 1ª Relatoria Omar Dias e do técnico Flávio Sgarbi, que participaram da auditoria operacional da educação, que foi concluída neste ano.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar