Sem categoria

Acadêmicos de Contábeis participam no dia 27 de aula técnica no TCE

Cinquenta alunos do quinto e sétimo períodos do curso de Ciências Contábeis das Faculdades Integradas Aparício Carvalho (Fimca) terão, no próximo dia 27, uma manhã de muito aprendizado no Tribunal de Contas (TCE-RO). Das 8h às 12h, eles participarão de aulas técnicas sobre diversos temas ligados à contabilidade pública, planejamento e procedimentos internos da Corte.

O evento foi solicitado pela coordenadora do curso de Contábeis da instituição de ensino, contadora Maria Eline Santana Brasil, à Presidência do TCE, que, por sua vez, determinou à Secretaria Geral de Controle Externo (SGCE) e ao Instituto de Estudos e Pesquisas Conselheiro José Renato da Frota Uchôa (IEP), setor responsável pela formação e aprendizado no Tribunal, a realização das palestras para atender aos acadêmicos.

De acordo com o professor Carlos Alberto Guido do Nascimento, orientador das turmas, as aulas técnicas têm como objetivo proporcionar aos estudantes contato real com instrumentos instituídos pela Constituição Federal de 1988, como Plano Plurianual (PPA), Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA), além de conhecer as finalidades e competências institucionais do órgão de controle externo.

A programação definida pelo secretário-geral de Controle Externo, Luiz Gomes da Silva Filho, será realizada na sala 2 do IEP, localizada no segundo andar do edifício-sede do Tribunal.

A abertura será feita às 8 horas, com a primeira palestra começando às 8h15: apresentação dos sistemas de informática utilizados pelo TCE para acompanhamento e controle da gestão pública, a ser ministrada pelo técnico Marcelo Rech. Às 9h, o secretário-geral de Planejamento, Luiz Guilherme Erse da Silva, discorre sobre as linhas gerais do PPA do Tribunal de Contas.

A partir das 9h30, o diretor da 1ª Relatoria Técnica, Omar Pires Dias, aborda o tema “PPA, LDO e LOA: elaboração pelos entes jurisdicionados, fiscalização e controle da execução pelo Tribunal de Contas”. Será aberto também espaço para debates e questionamentos, com a atividade encerrando-se ao meio-dia.

De acordo com o presidente do TCE, conselheiro José Gomes de Melo, ao disponibilizar esse tipo de atividade para o mundo acadêmico, o órgão está cumprindo um de seus objetivos institucionais, que estimular o controle social. “Como são formadores de opinião, os acadêmicos são fundamentais para a consolidação desse processo”, conclui.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar