Sem categoria

Eleitor de Porto Velho deve fazer recadastramento biométrico no TRE

Até 31 de março de 2012, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) espera ter recadastrado todos os 280 mil eleitores de Porto Velho para que estes sejam identificados por meio das impressões digitais já nas próximas eleições municipais. É o chamado recadastramento biométrico, que visa garantir mais segurança ao pleito eleitoral.

Segundo o TRE, todos os eleitores da Capital deverão realizar seu recadastramento pelo sistema biométrico, sob pena de ter seu título cancelado. A Justiça Eleitoral rondoniense recomenda, ainda, aos eleitores que não deixem para fazer seu recadastramento na última hora, evitando filas e transtornos.

Para se recadastrar, basta comparecer aos postos oficiais, munido de um dos seguintes documentos: certidão de nascimento ou casamento, RG, carteira de trabalho, certificado de reservista ou carteira profissional de classe. Além do documento de identificação, o eleitor deverá apresentar um comprovante de residência atual. É necessário apresentar o original e cópia dos documentos.

O recadastramento está sendo realizado na Central de Atendimento ao Eleitor (CAE), localizada na rua Jaci-Paraná, s/nº, bairro Baixa União (prédio-anexo ao TRE) e também no Shopping Cidadão, das 8 às 18 horas.

DÚVIDAS

Para esclarecer as dúvidas dos cidadãos quanto à nova tecnologia, a Justiça Eleitoral rondoniense disponibilizou um espaço em seu portal, que pode ser acessado, tanto pelos servidores do Tribunal de Contas quanto pelo público externo, através do site www.tce.ro.gov.br. Para tanto, basta clicar no banner “Recadastramento eleitoral”, localizado no lado esquerdo da página eletrônica.

A página também pode ser acessada no link www.tre-ro.jus.br/biometria/. Nesse espaço, o eleitor encontrará dados técnicos sobre a tecnologia em torno da biometria, que começou a ser implantada nas eleições de 2008 em três municípios, com o objetivo de garantir a segurança não só do voto, mas também na identificação do eleitor antes da votação.

No pleito geral de 2010, mais de 1,1 milhão de eleitores votaram em urnas eletrônicas com leitor biométrico, sistema que autoriza o cidadão a votar após o reconhecimento de suas digitais previamente cadastradas.

Na realidade, a votação na urna eletrônica continua sendo a mesma. A única diferença é que a liberação para votação na urna não é feita mais pelos mesários e, sim, pela leitura das impressões digitais do próprio eleitor. Com a tecnologia, torna-se inviável a tentativa de um eleitor se passar por outro no momento da identificação, já que nenhuma pessoa tem digitais iguais às de outra.

Outro serviço disponível no site é o pré-atendimento, que, além de evitar filas, é rápido e eficiente. Na página, há o link do pré-atendimento, que leva o eleitor para a seção Título Net, onde é feito o agendamento para o recadastramento biométrico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar