Sem categoria

Presidente da Soph aborda projeto de responsabilidade social durante visita ao TCE

O projeto de responsabilidade social que a Sociedade de Portos e Hidrovias de Rondônia (Soph) vai implantar, visando beneficiar famílias de baixa renda que moram na região ribeirinha ao rio Madeira, foi apresentado pelo diretor presidente da instituição, Mateus Santos Costa, durante visita ao Tribunal de Contas, nesta terça-feira (2).

Acompanhado pelo diretor financeiro da Soph, Leudo Buriti, Mateus Costa foi recebido no Gabinete da Presidência pelo presidente do TCE, conselheiro José Gomes de Melo. Durante o encontro, ele falou do projeto Porto Social, que vai distribuir leite e produtos derivados da soja à população ribeirinha e também de bairros que circundam o Porto Organizado de Porto Velho.

“A proposta é beneficiar os moradores das proximidades da margem portuária, com a doação de alimentos que gerem melhor qualidade de vida para essas famílias”, disse Mateus Costa, acrescentando que, para a execução do projeto, a Soph contará com a parceria da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), de operadores portuários e de uma indústria que disponibilizará o equipamento necessário para a fabricação dos produtos à base de soja.

Assim que estiver definitivamente implantado, o projeto da Soph será capaz de fornecer às famílias de baixa renda 8 mil litros de leite de soja por dia, com oito sabores variados. “Nada se perde nesse processo, porque a massa resultante do processamento da soja pode ser aproveitada na produção de bolos, farinhas, pães e outros produtos”, disse o diretor financeiro Leudo Buriti.

Depois de ouvir a explanação dos diretores da Soph, o presidente do TCE, José Gomes, elogiou a iniciativa da empresa pública, especialmente em relação à consciência sobre sua responsabilidade social. “Vejo que a Soph está materializando um projeto de grande alcance social, beneficiando os mais necessitados”, concluiu.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar