Sem categoria

Servidores da Sejus participam de curso no TCE sobre orçamento público

Foi aberto, nesta quinta-feira (13), o curso “Orçamento Público – PPA, LDO e LOA”, ministrado pelo Tribunal de Contas, através do Instituto de Estudos e Pesquisas Conselheiro José Renato da Frota Uchôa (IEP)/Escola de Contas, para 300 servidores da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus). O instrutor é o auditor do TCE, Omar Pires Dias.

Com um total de oito horas/aula, a capacitação é direcionada a diretores de unidades socioeducativas e prisionais, de departamentos e gerentes de setores da Sejus, que lidam diretamente com execução orçamentária e planejamento. Nesta quinta-feira, participarão 150 servidores e, na sexta, outros 150, totalizando 300 capacitandos. As aulas acontecem no auditório do TCE.

De acordo com o gerente-geral da Coordenadoria de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei, setor da Sejus responsável pela solicitação do curso, Antônio Medeiros, a expectativa é de que o treinamento contribua para o aperfeiçoamento dos servidores do órgão em relação ao assunto.

“No dia a dia, notamos que, da mesma forma que há cobrança, também há uma carência e um desconhecimento muito grande quanto a informações sobre orçamento público. E nada melhor do que o Tribunal de Contas, que é uma instituição especializada nesse assunto, para nos repassar essas orientações”, disse.

O curso foi aberto pelo gerente-geral do IEP, Adão Franco, que, além de apresentar o currículo do instrutor, que é especialista no assunto, tendo, inclusive, obras publicadas, falou da importância dos servidores se manterem atualizados e capacitados. “Aproveitem essa oportunidade única que a Sejus e o Tribunal de Contas estão oferecendo para aprenderem mais”, acentuou.

CIDADANIA

Já o instrutor, auditor Omar Dias, iniciou a capacitação, lembrando que o ensino das regras do orçamento público deveria fazer parte da grade curricular nacional. “Desde o ensino fundamental, a pessoa deveria ter esse tipo de conhecimento, a fim de poder exercer sua cidadania”, acentuou.

No caso dos que trabalham no serviço público, essa possibilidade passa a ser uma exigência, segundo o auditor: “Entendo que é fundamental que tenham conhecimento de como se dá todo esse processo, pois isso certamente trará uma segurança maior na execução de suas atividades”.

Segundo informações do IEP/Escola de Contas, os certificados de participação no curso serão enviados à Sejus, por meio da Coordenadoria de Atendimento ao Adolescente em Conflito com a Lei, para a distribuição aos participantes.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar