Sem categoria

TCE, MPC e MP verificam uso do Hospub durante visita a UPA municipal

Membros do Tribunal de Contas (TCE) e dos Ministérios Públicos de Contas (MPC) e Estadual (MP) estiveram, nesta sexta-feira (21), em visita à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do município de Porto Velho, situada na Zona Leste.

Na ocasião, o conselheiro Paulo Curi Neto, o procurador do MPC, Adilson Moreira, e a promotora de Justiça da área de saúde, Emília Oyie, foram recebidos pelo secretário de Saúde de Porto Velho, Williames Pimentel, e pelo subsecretário Luís Eduardo Maiorquin, além de médicos e servidores que atuam naquela unidade.

O conselheiro e os representantes ministeriais obtiveram informações sobre os benefícios da implantação, na UPA municipal, do Hospub, sistema integrado de informatização de ambiente hospitalar que fornece soluções de tecnologia da informação para gerenciamento, gestão e controle social nas unidades de saúde.

O software, distribuído gratuitamente pelo governo federal, através do Ministério da Saúde, facilita o atendimento hospitalar, farmacêutico e laboratorial, permitindo um controle on-line mais eficiente sobre todos os procedimentos médico-farmacológicos.

Desenvolvido há mais de 20 anos, o Hospub, para sua utilização em Porto Velho, sofreu alterações, em virtude das peculiaridades locais. Todo o trabalho ocorreu de forma integrada, envolvendo servidores e técnicos do município de Porto Velho e do Ministério da Saúde, segundo explicou o secretário municipal da Saúde.

Foram repassadas ainda ao TCE, ao MPC e ao MP informações sobre a otimização do trabalho clínico-hospitalar através da automatização dos procedimentos, especialmente quanto ao atendimento ao cidadão, através do Cartão SUS.

Durante a visita, foi abordada também a utilização do prontuário eletrônico, não só por sua visão ecológica, ao dispensar o uso de papel, mas também por propiciar a agilização dos procedimentos, maior exatidão de dados e segurança. Outro serviço ao cidadão proporcionado pelo sistema é a possibilidade de recebimento, via internet, de exames laboratoriais.

Além do programa, os representantes dos órgãos de fiscalização também verificaram as dependências físicas da UPA municipal, visitando diversos setores, entre os quais, a farmácia, o laboratório, recepção, salas de emergência e urgência, além das áreas e equipamentos destinados ao descarte dos resíduos e demais materiais produzidos na unidade.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar