Notícias

TCE/Escon divulga balanço de 2014 com mais de 6 mil capacitações

A Escola Superior de Contas (Escon), unidade vinculada ao Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO), divulgou o balanço do seu programa de capacitações em 2014, referente às ações realizadas de janeiro a dezembro, registrando um total de 120 eventos executados, entre cursos, palestras, oficinas, seminários, fóruns, congressos, contabilizando 6.419 participações e 1.808 horas de estudo, voltadas a agentes públicos e integrantes da sociedade civil visando à melhoria na adoção ou na fiscalização do uso do dinheiro público.

Essa atuação visa primordialmente aprimorar os serviços oferecidos não só pelo Tribunal de Contas, mas pela administração pública rondoniense, estando, assim, alinhada ao Plano Estratégico do TCE para o período 2011/15, que tem como um de seus objetivos viabilizar capacitação continuada para seu capital humano, extensiva aos jurisdicionados.

Segundo a direção da escola corporativa, os números do balanço de 2014 refletem claramente a vocação do TCE/Escon para ações de cunho pedagógico e sua disposição em aprimorar e qualificar seus servidores, além de direcionar suas atenções às necessidades dos órgãos públicos de Rondônia, dando maior ênfase à capacitação de gestores e técnicos de prefeituras, câmaras, secretarias e fundações de todo o Estado, contribuindo para a melhoria do nível dos serviços prestados à população.

Sendo assim, dentro do aspecto estritamente pedagógico, a Escola Superior de Contas exerce um papel relevante não somente para os servidores do Tribunal, no sentido de prepará-los para o cumprimento de suas tarefas no âmbito da Corte, como também para os jurisdicionados, objetivando sua orientação e a promoção do conhecimento ou de sua atualização.

TEMÁTICAS

Em todos os eventos realizados ao longo de 2014, tanto em Porto Velho quanto no interior do Estado, foram abordados assuntos diretamente ligados a áreas afetas ao papel fiscalizador do TCE ou então atendendo solicitação dos próprios órgãos jurisdicionados, a exemplo de licitação, contratos administrativos, gestão fiscal, análise de processos, aposentadoria, pensão, orçamento, Fundeb, controle social, entre outros.

Boa parte dessas ações pedagógicas teve como instrutores membros ou servidores do próprio TCE, demonstrando o grau de excelência dos quadros da Corte de Contas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar