Notícias

Plano Estratégico 2016/2020 do TCE tem versão digital disponível na intranet

Como parte da proposta de difusão do Plano Estratégico (PE) 2016/2020 entre os servidores do Tribunal de Contas, foi disponibilizada na intranet, em botão próprio na parte superior da página, a versão online da peça estratégica (acesse aqui), a qual foi aprovada pelo Conselho Superior de Administração do Tribunal de Contas, por meio do Acórdão ACSA-TC 2/16.

Constitui, portanto, em uma grande oportunidade para que os servidores possam verificar o fruto do trabalho coletivo e integrado de todos, especialmente nas reuniões participativas, o qual culminou na construção do Plano Estratégico 2016/2020.

A publicação foi diagramada e arte-finalizada pela Assessoria de Comunicação Social (Ascom), a partir de material produzido pela Secretaria de Planejamento (Seplan), unidade subordinada à Secretaria de Gestão Estratégica da Presidência (Secgep).

O PE 2016-2010 também está disponível em QR Code
O PE 2016-2010 também está disponível em QR Code

Conforme ressaltado pela Presidência do TCE, no texto de abertura da versão eletrônica do PE 2016/2020, o documento representa um aperfeiçoamento significativo do desempenho da própria Corte nessa área, haja vista a sedimentação interna de conceitos inerentes ao fortalecimento da cultura de planejamento estratégico, oportunizando assim aprimoramento da “massa crítica” do Tribunal, preparando-a e tornando-a apta a realizar com excelência suas funções na instituição.

Ainda nesse sentido vale a referência presidencial à continuidade da adoção desse instrumento de gestão, consensualmente deliberada pelo Conselho Superior de Administração, em razão dos benefícios de experiências anteriores, entre as quais, o recém-encerrado Plano Estratégico 2011/2015, bem como a necessidade de aprimorar a execução estratégico-administrativa de forma a propiciar resultados tangíveis nos prazos estabelecidos.

DETALHANDO O PE 2016/2020

Além do resgate histórico da trajetória do TCE e do planejamento estratégico no âmbito da Corte, a versão eletrônica do PE 2016/2020 detalha a estrutura e o processo de construção da peça estratégica; metodologia aplicada; modo como foi feita a pesquisa exploratória, envolvendo ambientes interno e externo; cenários prospectivos; e relatos sobre as reuniões participativas e as declarações estratégicas, envolvendo missão, visão e valores.

Traz ainda o mapa estratégico, com os 14 objetivos definidos para esse período, dispostos em quatro perspectivas (resultados; processos internos; pessoas, inovações e tecnologia; e orçamento, infraestrutura e logística), utilizando o método BSC; além dos indicadores que serão usados para mensurar o alcance dos objetivos.

Há também uma representação gráfica da matriz de correção, ferramenta que demonstra o alinhamento do PE 2016/2020 com as ações programáticas previstas no Plano Plurianual (PPA) e com os domínios de avaliação definidos no Marco de Medição do Desempenho dos Tribunais de Contas (MMD-TC), elaborado pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), evidenciando assim a convergência das estratégias traçadas pela Corte de Contas, para o horizonte temporal em perspectiva.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar