Notícias

Assinado ato de concessão de aposentadoria de servidora que aderiu ao PAI

Em mais uma ação coordenada pela Secretaria de Gestão de Pessoas (Segesp), unidade subordinada à Secretaria Geral de Administração (SGA), foi assinado pela Presidência do Tribunal de Contas (TCE) o ato concessório de aposentadoria da servidora Valdelice dos Santos Nogueira Vieira, que aderiu ao Programa de Aposentadoria Incentivada (PAI), nos moldes do que determina a Lei Complementar estadual nº 859/2016.

O programa contempla servidores efetivos do Tribunal que, até 31 de dezembro de 2017, preencham os requisitos para a aposentadoria voluntária e não tenham atingido a idade-limite para a permanência no serviço público, nos termos da legislação em vigor.

Participaram do ato de assinatura o conselheiro presidente Edilson de Sousa, o conselheiro Valdivino Crispim e a chefe de gabinete, Luciane Mattes de Paula, o secretário de controle externo José Luiz e o secretário executivo da SGCE, Francisco Barbosa (primeiro chefe da servidora no Tribunal), e a secretária de Gestão de Pessoas, Camila Cristóvam.

PRONUNCIAMENTOS

Antes de assinar o ato, o conselheiro Edilson citou a produtiva e trajetória profissional de Valdelice no âmbito do TCE, com trabalhos brilhantes tanto na área de controle externo, como auditora, quanto em gabinetes, assessorando o conselheiro Crispim. “Resta-nos agradecer-lhe e dizer que sua ida à inatividade não a retira do Tribunal, porque aqui você também tem uma família”, disse.

Já o conselheiro Crispim, ao enaltecer o comprometimento da servidora e os anos de convívio harmônico no gabinete, lembrou que a aposentadoria se trata de um fato natural na vida do servidor. “Isso não causa tristeza, porque a Valdelice será sempre bem-vinda aqui neste Tribunal, que é sua casa também”, disse.

Também a chefe de gabinete Luciane e os secretários José Luiz e Francisco Barbosa ressaltaram a atuação de Valdelice, respectivamente no gabinete e no controle externo do Tribunal, mencionando seu modo dedicado, competente e produtivo, bem como a capacidade e a vontade em aprender.

Valdelice, por sua vez, também relembrou os bons momentos e as amizades feitas na Corte de Contas. Falou da gratidão pelo Tribunal e do carinho por todos. “Agradeço às palavras dos membros e dos meus colegas, e sou grata ao Tribunal por tudo o que vivi e aprendi aqui, o que levarei para toda a minha vida”, concluiu.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar