Sem categoria

Palestra do TCE lotou auditório da Faculdade em Ariquemes

“O exercício da cidadania deve ser feito também com o cidadão acompanhando o trabalho das administrações, e contribuindo com os órgãos responsáveis pela fiscalização”, disse o conselheiro Edílson de Sousa Silva na abertura da palestra promovida pelo Tribunal de Contas do Estado, na noite da última segunda-feira, para mais de 800 professores e alunos da Faculdades Associadas de Ariquemes (FAAR) e Faculdades Integradas de Ariquemes (FIAR), no auditório da FAAR.
Intitulada “O Tribunal de Contas e a Sociedade”, a palestra foi divida em dois tempos, no primeiro com a explanação do conselheiro sobre a estrutura das instituições formadoras do Estado, e a segunda pelo auditor Davi Dantas da Silva sobre o funcionamento do TCE.
Para a professora Alba Sá, da direção da FAAR, em cujo auditório aconteceram as palestras, “é muito importante para nós e os acadêmicos conhecer como funcionam os órgãos públicos, daí o forte interesse despertado dentre os universitários”.
“Os órgãos responsáveis pela fiscalização, como o Tribunal de Contas, não podem estar presentes em todos os locais em que atua a administração pública, mas o cidadão está, participa e é afetado diretamente pela ação da gestão. Então, é preciso que exerça a cidadania e contribua indicando quando não for bem atendido ou quando sentir que algo não esteja feito corretamente”, frisou o conselheiro Edílson.
O auditor Davi Dantas da Silva lembrou a necessidade da aproximação maior do Tribunal com a sociedade, explicando também a forma de funcionamento da instituição, com destaque para a atuação técnica e preventiva. Em sua participação, Davi Dantas destacou como funcionam os vários órgãos do TCE.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar