Sem categoria

Cooperação técnica entre TCE e CGE envolve treinamentos e troca de informações

O Tribunal de Contas (TCE-RO), através do Instituto de Estudos e Pesquisas Conselheiro José Renato da Frota Uchôa (IEP) e da Escola de Contas, vai atender a Controladoria Geral do Estado (CGE), com treinamentos e troca de informações, objetivando qualificar os servidores e auxiliar o trabalho de controle interno do Governo do Estado.

Para tanto, a controladora-geral do Estado, Juliana Furini Reginato, esteve nesta sexta-feira (28), no Instituto de Estudos e Pesquisas Conselheiro José Renato da Frota Uchôa (IEP), reunida com o auditor Davi Dantas da Silva, diretor da Escola de Contas, setor responsável pela formação, capacitação e aprimoramento de servidores do TCE e órgãos jurisdicionados.

Acompanhada pelos técnicos Flávio Ferreira de Souza e Maurício Boni, a controladora-geral falou das necessidades do órgão em relação à demanda de capacitação e treinamento de pessoal. “Essa parceria é muito importante, uma vez que o Tribunal de Contas detém grande conhecimento nessa área, com professores preparados para as necessidades de aprendizagem dos nossos técnicos”, disse Juliana.

Ela falou também das dificuldades enfrentadas pelos técnicos ao lidar com assuntos específicos da administração pública, especialmente na área tributária e orçamentária, ressaltando que essa carência é um empecilho na busca pela uniformização do fluxo dos processos.

Após ouvir a titular da CGE, o auditor Davi Dantas disse que o TCE, por meio do IEP e da Escola de Contas, está empenhado em ser um parceiro dos órgãos do Estado, disponibilizando toda sua estrutura física e técnico-operacional para cursos, treinamentos e palestras.

“Hoje temos um quadro técnico de excelência para ministrar cursos para os jurisdicionados, além dos convênios que firmamos com entidades de renome nacional para a vinda de profissionais ao Estado, a fim de nos repassar seus conhecimentos”, disse Davi Dantas, que estava acompanhado pelo assessor da Escola de Contas, Laércio Fernando de Oliveira Santos.

Destacando a importância do controle interno para a eficiência e a eficácia dos servidores prestados pelo Estado, o auditor sugeriu também que fosse montado um programa de capacitação para os servidores da CGE, contemplando as áreas de maior carência anotadas pela controladora e seus técnicos. As atividades serão realizadas ainda este ano.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar