Sem categoria

Comandante da PM destaca apoio do TCE e fala de ações para garantir segurança

O presidente do Tribunal de Contas (TCE-RO), conselheiro José Gomes de Melo, recebeu, na manhã desta quarta-feira (9), o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo César Figueiredo, que aproveitou a visita de cortesia para falar sobre algumas ações da Corporação, visando garantir a segurança pública no Estado.

Durante o encontro, ocorrido no Gabinete da Presidência, com a presença, ainda, do diretor de Pessoal da PM, tenente-coronel Nilton Gonçalves Kisner, e do assessor militar do TCE, tenente-coronel Raulino Ferreira da Silva, o conselheiro José Gomes manifestou seu apreço em receber o novo comandante da PM, que assumiu o cargo no início do ano, nomeado pelo governador Confúcio Moura.

Já o coronel Paulo César ressaltou o apoio dado pelo TCE à Corporação, principalmente em relação a atos administrativos de gestão de pessoal. “Fui diretor de Pessoal durante dois anos e o Tribunal de Contas nunca deixou de nos auxiliar, instruindo e orientando quando era preciso nos assuntos de sua competência”, disse.

À observação do coronel PM, o presidente José Gomes acrescentou que o TCE tem se pautado, nos últimos tempos, em reforçar seu papel pedagógico, aproximando-se do jurisdicionado e da sociedade. “Assim como a PM tem como função proteger a sociedade, o Tribunal também busca proteger o dinheiro do povo e, para isso, tem buscado treinar e qualificar os técnicos dos órgãos fiscalizados”, explicou.

SEGURANÇA

Ainda durante a visita, o comandante-geral da PM aproveitou para falar das ações para diminuir o índice de criminalidade no Estado, entre as quais, a incorporação de 738 policiais aos quadros da Corporação, a abertura de concurso para contratação de 1.200 novos praças e a formação de oficiais no curso de bacharelado em Segurança Pública, realizado em convênio com a Universidade Federal de Rondônia (Unir).

“A primeira turma, com um total de 54 aspirantes a oficial, será formada ainda este ano. E, agora em março, será realizado um novo vestibular para o curso, que tem duração de três anos”, explicou o coronel, que ainda destacou a importância da participação da comunidade no auxílio à PM no combate à criminalidade. “Sem um esforço conjunto, não há como termos sucesso nessa empreitada”, completou.

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar