Sem categoria

Servidor de carreira será empossado como auditor do TCE na sexta-feira

Aprovados no concurso público realizado em 2010, os novos auditores substitutos de conselheiros do Tribunal de Contas de Rondônia, Francisco Júnior Ferreira da Silva e Omar Pires Dias, tomam posse do cargo na próxima sexta-feira (9), a partir das 9 horas, em sessão especial no auditório do TCE.

Francisco Júnior atualmente é analista técnico da Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União em Rondônia (TCU/Secex-RO). Já Omar Dias é servidor de carreira do TCE, no qual ingressou em fevereiro de 1995, através de concurso público, como técnico de Controle Externo.

Omar, que, antes de iniciar sua vida no serviço público, era microempresário em Porto Velho, conta que seu objetivo ao ingressar no TCE tinha cunho ideológico: “Queria fiscalizar o governo, saber em que e onde estava sendo aplicado o dinheiro que é recolhido do contribuinte, por meio dos tributos.”

Empossado como técnico da Corte, Omar, em pouco tempo, foi guindado à chefia da antiga Divisão de Controle Municipal (DCM), a convite do então secretário-geral de Controle Externo, Hugo Pessoa. “A divisão virou departamento e continuei na chefia, ficando aproximadamente 10 anos nesse cargo”, relembra.

Em 2008, com as mudanças na estrutura administrativa do Tribunal e a criação de seis diretorias técnicas, Omar assumiu a titularidade da 1ª Diretoria Técnica de Controle Externo, hoje sob a relatoria do conselheiro Paulo Curi Neto.

Paralelamente às atividades no Tribunal, Omar também participou do Grupo Técnico de Procedimentos Contábeis (GTCON), instituído pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e composto por técnicos dos Tribunais de Contas e da própria secretaria, representantes do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), além de contadores dos municípios e estados.

CAPACITAÇÃO

Outra colaboração marcante de Omar no âmbito do TCE é a participação como instrutor e palestrante em eventos de cunho capacitatório dentro e fora da Corte de Contas. “Só nos últimos cinco, acredito que já ministrei cursos, oficinas e treinamentos para mais de 3 mil pessoas, entre jurisdicionados, acadêmicos e servidores aqui, do Tribunal”, contabiliza, enfatizando sua participação em todas as edições do Encontro de Atualização Administrativa.

Segundo ele, essa atividade, além de prazerosa, representa uma forma de retribuir à Corte de Contas os ensinamentos e as oportunidades que lhe foram dados nesses 16 anos de serviços prestados: “O Tribunal investiu bastante na minha formação, me proporcionando adquirir conhecimentos que, agora, busco repassar nos cursos e treinamentos que ministro.”

Formado em Contabilidade pela Universidade Federal de Rondônia (Unir) e em Direito pela Faculdade de Ciências Humanas, Exatas e Letras de Rondônia (Faro), além de ter especialização em Docência do Ensino Superior e em Gestão Estratégica, Omar publicou, em 2005, o livro “Elaboração do Plano Plurianual (PPA)”, um dos temas abordados por ele em seus cursos. “O foco dos treinamentos que ministro é orçamento e contabilidade pública”, explica.

Sobre a posse da próxima sexta-feira, Omar ressalta o fato de dois servidores da Casa – além dele, o ex-técnico Adilson Moreira de Medeiros assumiu, em fevereiro, a vaga de procurador do Ministério Público de Contas (MPC) – terem sido aprovados no concurso público realizado em 2010.

“Isso demonstra a excelência do quadro técnico que o Tribunal de Contas detém, que não fica a dever a nenhuma Corte de Contas nem a outro órgão do País. São profissionais qualificados, experimentados e com grande bagagem em suas áreas de atuação”, acentua.

Assim que for empossado como auditor substituto de conselheiro, cargo que tem previsão constitucional, Omar pretende pautar sua atuação na busca por melhorias internas do trabalho realizado no TCE, principalmente em relação aos relatórios produzidos, além de possibilitar a aproximação entre corpo técnico e membros.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar