Sem categoria

Com Regionais, TCE desconcentra atividades e oferece serviços ao cidadão e ao jurisdicionado

Funcionando desde 2010, quando foi inaugurada a primeira unidade, em Vilhena, as Secretarias Regionais de Controle Externo do Tribunal de Contas (TCE) têm auxiliado os gestores e técnicos das administrações municipais e facilitado sobremaneira o acesso dos cidadãos que moram nessas localidades.

Além de Vilhena, o TCE abriu unidades técnico-administrativas nos municípios-polo de Cacoal e Ariquemes, estando em fase de conclusão as instalações da regional de Ji-Paraná, desconcentrando, assim, as atividades e, ao mesmo tempo, levando o Tribunal de Contas a todas as regiões de Rondônia.

De acordo com a Presidência do TCE, a proximidade física do corpo técnico, bem como demais servidores que trabalham nas regionais, tem como objetivo trazer benefícios diretos para os gestores públicos municipais e seus técnicos, ao reduzir distâncias, o que significa economia de despesas e de tempo.

Além disso, propicia resultados práticos e mais agilidade na prestação de informações, acompanhamento de processos e demais tratativas próprias do relacionamento entre o Tribunal e os entes fiscalizados, demonstrando, assim, a preocupação em agilizar e facilitar o trabalho dos jurisdicionados.

Nesse aspecto, a Presidência informa que todo e qualquer procedimentos afeto à atividade do Tribunal, desde o protocolo de documentos e emissão de certidões até a procura por orientação, deve ser feita nas regionais, tendo os gestores e técnicos de se dirigirem à unidade a qual seu município está subordinado, conforme a disposição organizacional introduzida pela Resolução nº 84/TCE-RO/2012 (cuja íntegra pode ser lida em link próprio ao final desta matéria), que ampliou as atribuições das regionais e redistribuiu os 52 municípios nos polos.

Ainda segundo a Presidência, a não obediência a essa norma, ou seja, a execução dos procedimentos em unidade diversa da qual o município está vinculado, gera problemas, entre os quais, possível morosidade no trâmite do documento ou na execução do procedimento pretendido. Explica ainda que à sede do Tribunal, em Porto Velho, devem se dirigir apenas os gestores deste polo e do polo de Ji-Paraná – estes apenas até a inauguração dessa regional.

CIDADÃO

O fortalecimento do controle social foi outro resultado obtido pelo TCE, ao abrir suas regionais, tornando-se mais próximo do cidadão e possibilitando, quando de interesse, o acompanhamento de processos relativos à administração local. Assim, as regionais servem também para atender, de forma mais racional e produtiva, às demandas dos diversos setores da sociedade, incluindo entidades, associações, que queiram, de algum modo, se comunicar ou obter informações junto ao Tribunal de Contas.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar