Sem categoria

Reuniões no TCE marcam nova fase de implantação do Processo de Contas eletrônico

Dentro do projeto de implantação do Processo de Contas eletrônico (PCe) no âmbito do Tribunal de Contas (TCE-RO), buscando atender objetivo estabelecido no Plano Estratégico da Corte para o período 2011/15, referente à redução do tempo de apreciação e julgamento de processos, já estão sendo realizadas reuniões com os setores envolvidos diretamente na ação.

Os encontros, que são coordenados pela Secretaria de Informática (Seinf), buscam, primordialmente, preparar o setor, incluindo chefia e servidores, para a vigência do PCe, envolvendo, entre outros pontos, esclarecimentos e observações sobre rotinas e procedimentos internos, específicos de cada unidade do Tribunal.

Nessa segunda-feira (8), as reuniões, que já envolveram o Controle Externo, o Ministério Público de Contas, os gabinetes e a Divisão de Documentação e Protocolo, tiveram continuidade, com a participação de servidores da Secretaria de Processamento e Julgamento (SPJ). Nesses encontros também são realizados pequenos acertos ou adequações, quanto às atividades do setor em relação ao PCe.

O QUE É O PCe

Iniciada em meados do ano de 2012, a implantação do Processo de Contas eletrônico (PCe) é um esforço do TCE-RO para atender objetivo traçado em seu Plano Estratégico. O programa, que teve sua origem no sistema Tramita, através de termo de parceria firmado com o Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), foi customizado para as necessidades da Corte rondoniense.

Uma vez totalmente implantado no âmbito das rotinas internas do TCE-RO, o PCe será estendido também aos jurisdicionados, proporcionando, além da almejada redução do tempo de apreciação e julgamento de processos, outras vantagens, a futura extinção do processo físico e, consequentemente, economia com papel e outros insumos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar