Notícias

Apresentado ao TCE resultado do redimensionamento da força de trabalho

Como parte das ações do projeto Gestão de Pessoas por Competências (GPC), realizado pelo Tribunal de Contas (TCE) em parceria com a Fundação Dom Cabral (FDC), foram apresentados nessa quarta-feira (29) à Alta Direção da Corte, além de gestores de unidades internas, os resultados colhidos na etapa de redimensionamento da força de trabalho.

Feita pelos professores Gilberto Porto e Mário Wortmann, ambos da FDC, a apresentação focou nos resultados obtidos a partir das atividades presenciais executadas ao longo dos últimos dois meses, com a participação de servidores da Corte e de profissionais da FDC.

Nessa etapa, de modo piloto, as atividades foram aplicadas em duas unidades da Secretaria-Geral de Controle Externo (SGCE): as Diretorias I (Saúde) e de Projetos e Obras. Além de visitas “in loco”, foram aplicados questionários e realizados grupos focais (metodologia que visa, entre outros, a compreensão das atividades de processos compartilhados entre os servidores).

Haverá ainda um relatório consolidando todos os resultados, incluindo análises quantitativa e qualitativa dos dados, cuja íntegra será, posteriormente, disponibilizado pela Comissão de Gestão de Pessoas por Competências, a fim de que todos os servidores possam não só conhecer de forma mais aprofundada os resultados, como também entender a metodologia e as técnicas utilizadas.

Na oportunidade, foi explicada também a importância do redimensionamento da força de trabalho, etapa que, juntamente com o redesenho da estrutura organizacional, é considerada essencial ao aperfeiçoamento da gestão e à elaboração da revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR).

OFICINA

Gilberto Porto ministrou oficina aos servidores nessa quinta-feira
Gilberto Porto ministrou oficina aos servidores nessa quinta-feira

Já nessa quinta-feira (30), a partir de solicitação da Secretaria-Geral de Controle Externo, foi iniciada uma oficina com o professor Gilberto Porto visando ao repasse de conhecimentos aos servidores, para que estes possam realizar o mapeamento e o redesenho dos processos críticos da SGCE.

Tanto na apresentação quanto na oficina, esteve presente o conselheiro presidente do TCE-RO, Edilson de Sousa, que, entre outros pontos, citou a importância das orientações e do apoio dado pela Fundação Dom Cabral para o alcance dos objetivos traçados e da participação assídua e interessada dos servidores, a fim de que mais esse avanço seja conquistado no âmbito da Corte.

Enfatizou ainda a possibilidade de que esse processo de aperfeiçoamento da gestão de pessoas que está sendo alcançado no Tribunal de Contas seja o indutor de melhorias também para os órgãos jurisdicionados, trazendo assim benefícios diretos a toda a administração pública rondoniense.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar