Sem categoria

Conselheiro do TCE morre vítima de infarto

O conselheiro Jonathas Hugo Parra Motta, corregedor do Tribunal de Contas do Estado, faleceu às 18h53 deste sábado, 1, vítima de infarto fulminante, no Hospital das Clínicas, em Porto Velho. Seu corpo estará sendo velado no Salão Nobre do Tribunal de Contas do Estado.

Logo após sentir-se mal em casa o conselheiro Hugo Motta foi transportado para o Hospital das Clínicas, onde recebeu atendimento de emergência pela equipe de plantão coordenada pelos médicos Natália Belmont, Gabriel Rezende e Fábio de Assunção, mas não reagiu a todos esforços feitos e faleceu.

Ainda durante o atendimento começaram a chegar ao Hospital das Clínicas conselheiros, funcionários e pessoas de segmentos diversos, algumas delas com quem o conselheiro trabalhava em ocasiões diferentes.

HISTÓRICO

Porto-velhense, 58 anos, o conselheiro Hugo Motta era filho do casal Moacir Motta e Zoraida Parra Motta. Era divorciado e deixou órfãos três filhos, tendo sido diretor da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil.

O conselheiro Hugo Motta era advogado, com curso de Ciências Jurídicas pela Universidade Mackenzie (SP), logo após vindo a atuar no fórum de Porto Velho. Em 1983 assumiu como procurador da Assembléia Legislativa.

Em 1991 assumiu como secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado e, no dia 16 de dezembro do mesmo ano foi indicado para compor o Tribunal de Contas, onde foi o corregedor no período 1997/1998, mesma função que ocupava agora. A última participação do conselheiro Hugo Motta em ação oficial do Tribunal de Contas ocorreu no dia 30 de agosto, quando presidiu a reunião do colegiado Pleno.

Na Assembléia Legislativa, como procurador, o conselheiro Hugo Motta participou ativamente das elaborações da primeira (1983) e da segunda (1989) Constituições do Estado, tendo sido agraciado em ambas com o título de Constituinte Honorário. Era detentor do título de Amigo de Pimenta Bueno, concedido em 2004 pela Câmara Municipal.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar