Sem categoria

Programa de monitoramento do Plano Estratégico é apresentado 2ª-feira no TCE

Ferramenta que permite o acompanhamento da gestão estratégica e de projetos e processos, o software Channel será apresentado, na próxima segunda-feira (21), a partir das 9 horas, no auditório do Tribunal de Contas, aos membros e servidores da Corte.

A atividade será feita pela empresa JExperts, contratada pelo Instituto Rui Barbosa (IRB), com recursos do do Programa de Modernização dos Tribunais de Contas do Brasil (Promoex), para a liberação das licenças, instalação, configuração e capacitação básica, visando ao uso do programa.

De acordo com o coordenador da Unidade Executora Local (UEL) do Promoex no TCE, Adão Franco, dos 29 Tribunais de Contas que aderiram ao programa, apenas quatro não utilizarão o Channel, porque já contam com sistemas próprios de acompanhamento dos seus planos estratégicos. “Os demais, como o nosso Tribunal, estão adotando o sistema Channel para monitorar seu Plano Estratégico”, informou.

A empresa JExperts ministrará, ainda, um curso com carga horária de 24 horas/aula para 12 servidores do TCE, distribuídos entre as Secretarias-Gerais de Controle Externo (SGCE), de Administração (SGA), de Informática (SGI) e de Planejamento (SGP) e do Instituto de Estudos e Pesquisas Conselheiro José Renato da Frota Uchôa (IEP). “Esses servidores terão a responsabilidade de serem multiplicadores do conhecimento repassado pela empresa”, disse Adão Franco.

O QUE É

Adquirido pelo Instituto Rui Barbosa (associação que visa o aprimoramento dos Tribunais de Contas), com recursos do Promoex (programa do governo federal, financiado pelo Banco Mundial), o sistema Channel permite o cadastro e acompanhamento do Plano Estratégico e das ações que visam atingir as metas propostas. No caso do TCE-RO, o programa vai monitorar o Plano Estratégico aprovado pelo Conselho Superior de Administração para o período 2011/15.

Segundo o secretário-geral de Planejamento, Luiz Guilherme Erse da Silva, o programa permitirá o compartilhamento de metodologias, indicadores e soluções técnicas, “além do acompanhamento, de forma homogênea, da execução do Plano Estratégico a partir do sistema informatizado”.

Já o coordenador de Planejamento da SGP, Juscelino Vieira, lembrou que a ideia de utilizar um software de gestão estratégica pelos Tribunais de Contas surgiu há bastante tempo, ganhando força a partir de pesquisas e definições quanto às especificações para aquisição de um sistema que atendesse às características e necessidades dos TCs.

“Quase todos os Tribunais que participam do Promoex já têm seus planos estratégicos elaborados e aprovados. Agora, é fundamental que esses planos sejam executados, monitorados e avaliados para que possam alcançar os objetivos”, concluiu Juscelino.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar