Sem categoria

Servidores e sociedade prestam última homenagem ao conselheiro Rochilmer

O conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO), Rochilmer Mello da Rocha, recebeu as últimas homenagens nesta quarta-feira (15). O auditório da Corte, local do velório, ficou lotado de amigos, servidores da Corte e familiares que vieram se despedir do conselheiro, falecido na última segunda-feira (13), no Rio de Janeiro, vítima de câncer no estômago.

Por volta das 10 horas, integrantes da Igreja São José do Operário, paróquia que Rochilmer Mello frequentava, apresentaram os cânticos religiosos favoritos do conselheiro. Pontualmente às 11 horas, o arcebispo de Porto Velho, dom Moacyr Grechi, deu início à missa de corpo presente.

Após a missa, o conselheiro Paulo Curi Neto falou em nome dos membros do Tribunal de Contas, destacando a passagem de Rochilmer pela Corte. “Nada do que eu disser vai preencher a lacuna deixada pelo conselheiro Rochilmer”, afirmou, acrescentando que Rochilmer Mello escreveu seu nome na história do Tribunal de Contas e do Estado, sendo conhecido como um conselheiro conciliador e que sempre manteve o equilíbrio nos momentos mais difíceis.

O conselheiro também citou a trajetória de Rochilmer nas outras áreas ou segmentos em que atuou no Estado de Rondônia, como jornalismo, advocacia, esportes, política e, acima de tudo, na vida religiosa. Paulo Curi se dirigiu, ainda, à família, apresentando, em nome do TCE, os sentimentos, carinho e orações.

Após o pronunciamento do conselheiro Paulo Curi, a servidora Maria Auxiliadora Alves de Oliveira, que trabalhou com Rochilmer Rocha em seus 22 anos de Tribunal, falou em nome de todos os servidores da Casa. Na oportunidade, ela descreveu o conselheiro como um exemplo de bondade e caridade cristã: “Exerceu sua missão como conselheiro pautado pelo senso de justiça.”

Lamentando a perda “de um grande amigo”, o prefeito de Ji-Paraná, José de Abreu Bianco, enfatizou a capacidade profissional de Rochilmer, lembrando-se que na relação Tribunal de Contas e jurisdicionados o conselheiro sempre teve a preocupação de orientar e não apenas punir. “Esse papel didático-pedagógico do Tribunal se refletia muito nas palavras de Rochilmer”, frisou Bianco.

HOMENAGENS

Após os discursos, a palavra foi franqueada às pessoas que gostariam de se manifestar na última homenagem a Rochilmer Rocha. Representando a Sociedade Pestalozzi, Gilvanda Dias Brito dos Santos falou da marcante atuação de Rochilmer nos 32 anos de existência da entidade em Porto Velho.

Por sua vez, o jornalista Euro Tourinho disse que Rondônia perde um homem bondoso e justo: “A sociedade rondoniense fica órfã de uma das pessoas mais carismáticas e competentes que conheci.”

Visivelmente emocionados, os familiares do conselheiro agradeceram a todos que compareceram ao velório. Por volta das 16 horas, o cortejo saiu em direção ao Cemitério de Santo Antônio, local do sepultamento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar